Estudo: Sustentabilidade do sistema de pensões português

Embora não sendo um estudo com conclusões novas/inovadoras contribui para que se coloque em cima da mesa a necessidade de o País debater este assunto. O estudo faz as suas opções em termos das medidas consideradas, mas não as esgota nem as suas possíveis combinações.

22 de maio de 2019

Estudo: Sustentabilidade do sistema de pensões português

Autores: Amílcar Moreira – Coordenação, Alda Botelho Azevedo Luís P. Manso, Rui Nicola, do Instituto de Ciências Sociais

Publicado em Abril de 2019 pela Fundação Francisco Manuel dos Santos

 

Embora não sendo um estudo com conclusões novas/inovadoras contribui para que se coloque em cima da mesa a necessidade de o País debater este assunto e agir.

O Estudo faz opções em termos das medidas consideradas na avaliação da sustentabilidade do sistema de pensões. As medidas estudadas não esgotam outras hipóteses que podem e devem serem avaliadas, nem as suas combinações possíveis.

O estudo que aqui se apresenta pretende contribuir para um debate mais informado sobre a sustentabilidade financeira e a sustentabilidade social do sistema público de pensões português. A sua principal finalidade é considerar conjuntamente estes dois objectivos numa perspectiva de longo prazo, ilustrando caminhos que reforçam convergências positivas, mas também identificando trajectórias que podem trazer divergências e desafios acrescidos.

 

Autores: Amílcar Moreira – Coordenação, Alda Botelho Azevedo Luís P. Manso, Rui Nicola, do Instituto de Ciências Sociais

 

Publicado em Abril de 2019 pela Fundação Francisco Manuel dos Santos

 

Para aceder ao Resumo do Estudo clique aqui.

Colabore Connosco e receba a nossa newsletter

Fique a par das últimas novidades e eventos da Cidadania Social e receba os nossos artigos de opinião.