Outras Publicações

19 de junho de 2019
Ana João Sepúlveda

RGPD: os cidadãos 50+ e o direito à privacidade de dados

Uma pessoa não perde os seus direitos com base na idade ou por ser mais ou menos dependente e, muito menos, no livre arbítrio dos outros. Isto só acontece quando o tribunal declara determinada pessoa como estando incapacitada para decidir.

Colabore Connosco e receba a nossa newsletter

Fique a par das últimas novidades e eventos da Cidadania Social e receba os nossos artigos de opinião.