Queremos mercados éticos?

Não podemos decretar mercados éticos. Necessitamos é de políticas públicas que tracem limites morais precisos ao seu funcionamento e apoiem formas emergentes de economia social colaborativa que temperem a amoralidade intrínseca dos mercados com os valores da solidariedade responsável, criando alternativas para a solução dos problemas sociais lá onde os mercados e os Estados falham.

12 de novembro de 2018

Colabore Connosco e receba a nossa newsletter

Fique a par das últimas novidades e eventos da Cidadania Social e receba os nossos artigos de opinião.